Bautista vence Sprint Race e Segunda bateria na Austrália

A novidade muito esperada implementada no Mundial de Superbike é a Superpole Race ou Sprint Race bateria com apenas 10 voltas que vale como Qualy para definição do grid, com isso os pilotos utilizam todo potencial da moto sem precisar preocupar com poupar equipamento e pneus, a novidade é que a corrida vale pontos, a pontuação irá decrescente durante a temporada iniciando com 12 pontos na primeira etapa e 7/6/5/4/3/2/1 nas demais.

E mais adaptado aos pneus de classificação Alvaro Bautista da Equipe Ducati Aruba IT Racing vence corrida/qualy disputadíssima com Jonathan Rea, o confronto durou 8 voltas, faltando duas voltas Bautista consegue se distanciar e vence por 1.176, as posições da Sprint Race valem para a largada para a segunda bateria, terminando assim a mini corrida para formação do Grid.

1 19 A. BAUTISTA ESP ARUBA.IT Racing
2 1 J. REA GBR Kawasaki Racing Team WorldSBK
3 91 L. HASLAM GBR Kawasaki Racing Team WorldSBK
4 22 A. LOWES GBR Pata Yamaha WorldSBK Team
5 60 M. VAN DER MARK NED Pata Yamaha WorldSBK Team
6 33 M. MELANDRI ITA GRT Yamaha WorldSBK
7 11 S. CORTESE GER GRT Yamaha WorldSBK
8 21 M. RINALDI ITA BARNI Racing Team
9 11 50 E. LAVERTY IRL Team Goeleven
10 7 C. DAVIES GBR ARUBA.IT Racing
11 66 T. SYKES GBR BMW Motorrad WorldSBK Team
12 28 M. REITERBERGER GER BMW Motorrad WorldSBK
13 2 L. CAMIER GBR Moriwaki Althea Honda Team
14 23 R. KIYONARI JPN Moriwaki Althea Honda Team
15 54 T. RAZGATLIOGLU TUR Turkish Puccetti Racing
16 17 T. HERFOSS AUS Penrite Honda Racing
17 81 J. TORRES ESP Team Pedercini Racing

Alvaro Bautista novamente vence, a segunda bateria, dessa vez por 12.195 segundos, vantagem essa que chegou a 18 segundos durante a corrida mas Bautista desacelerou nas voltas finais para poupar pneus, o piloto deixou as disputas da corrida ficar com seus rivais e vimos novamente boas batalhas entre Kawasaki e Yamaha, Rea consegue o segundo lugar deixando seu companheiro de equipe Haslam em terceiro, 3 Yamahas vem em seguida com Van der Mark, Lowes e Melandri.

Chaz Davies continua o martírio para adaptação dos dois cilindros a mais em sua Panigale, dessa vez consegue um sétimo lugar largando de decimo.

A melhor BMW foi a de Reiterberger decimo segundo lugar com Sykes seu companheiro de equipe logo em seguida em decimo terceiro, a BMW deve evoluir durante o campeonato após seu longo período longe da categoria.

Termina assim a segunda bateria da etapa de Phillip Island:

Ficando assim a classificação no mundial apos as duas baterias 25 pontos cada mais a Superpole Race 12 pontos.

 

 

 

Empresario, pai e entusiasta do mundo das duas rodas, criou o blog Maniamoto em 2015 com a intenção te ter um espaço democrático e livre onde todos possam expor suas opiniões e trocar ideias sobre o assunto Motovelocidade.