Carlo Pernat: A Ducati vai querer Marc Márquez.

Carlo Pernat
Carlo Pernat

Foi Dovizioso contra Marquez mais uma vez. Os dois pilotos assumiram o papel central durante a corrida na Tailândia, com o piloto espanhol vencendo no final, tal como fez há duas semanas em Aragon. A Yamaha reapareceu em Buriram, no pódio graças a Maverick Vinales. Aqui está o que aconteceu durante a última rodada de acordo com o nosso próprio Carlo Pernat:

“Eu sinto que estamos de volta ao ano de 2007, quando a Ducati ganhou o título com Stoner quatro corridas antes do final da temporada. A mesma coisa acontecerá aqui, já que Marquez garantirá o sétimo título em duas semanas. Ele merece, como ele é um fenômeno. Na minha opinião, Marc ainda não entendeu completamente seus limites, no sentido de que ele continua a se desenvolver e aprender, mas ainda não atingiu a plena maturidade. Quando ele chegar a esse ponto, será um grande problema para todos. Se Marquez é um fenómeno, Dovizioso é quase um fenómeno, porque é o seu único rival de verdade neste momento. Em Buriram, Andrea quase o derrotou, enquanto no ano passado ele lutou contra o título até a última corrida. Também pode ser verdade que sua moto é melhor, mas o único homem capaz de acompanhar o ritmo de Dovi é Marc. Pessoalmente, não acho que haja muita diferença entre a Ducati e a Honda. O futuro? Não sei o que vai acontecer, mas espero que a Ducati tente garantir Marquez daqui a três anos. Eu vejo Marc na moto vermelha, enquanto Lorenzo será o número um na Honda. Yamaha? Uma andorinha não faz verão. O pneu dianteiro abafou os problemas da M1 em Buriram. Eu ainda acho que eles tem o motor errado. Uma coisa está clara, porém, quando há quatro pilotos lutando como vimos no domingo, faz uma corrida muito melhor e emocionante. Foi uma pena a Suzuki, o pobre piloto de Iannone começou a condicionar sua corrida. Tenho certeza de que, uma vez que ele tenha o título em seu bolso, Marquez vai realmente se soltar, elevando ainda mais o problema para seus adversários”.