Carlo Pernat: O problema da Suzuki está nos pilotos

Davide Brivio e Alex Rins
Davide Brivio e Alex Rins

O inicio da temporada não vem sendo favorável para a Suzuki, no ranking de equipes de fábrica a equipe japonesa está na quinta colocação, à frente da Aprilia e atrás da KTM. No ranking geral está na oitava colocação dentre as 11 equipes que compõem o gride.

“Suzuki tem um problema, e esse problema está nos seus pilotos. Se Davide Brivio tivesse uma metralhadora em mãos mataria eles”, disse Pernat ao GPone.com .

“Rins não está em boa forma fisicamente, enquanto Mir vem mostrando não ser o piloto que Davide quer. Mir tem que aprender a andar como Alex. A moto é capaz de subir ao pódio, mas é decepcionante a situação, é culpa do pilotos!”.

Brno será uma corrida importante para Valentino Rossi, que ainda não decidiu seu futuro?
“Brno será uma corrida importante para Rossi, após a primeira corrida em Jerez, vi que ele estava cansado, ele também estava pensando em se aposentar. Em Brno veremos o que realmente Vale fará”, afirma Pernat, “Se ele terminar no top5, assinará para o próximo ano. Ele espera esclarecer suas ideias. Ele tem 41 anos e qual seria o motivo para continuar correndo pela oitava ou nona colocação?”.

“Eu quero ser um pouco provocador, se eu estivesse na Yamaha teria deixado Rossi na oficial e Quartararo na Petronas, para que não houve esse impasse das equipes técnicas de cada um na troca que ocorrerá em breve”.

Luca Marini na MotoGP?
“Há três anos, em Misano, fui jantar com o pai de Marini porque ele queria que fosse seu empresário. Pensei um pouco e disse que não. Luca é um bom piloto, rápido e consistente”.

Poderia haver um lugar para Marini na Pramac?
“Se eu estivesse na Ducati esperaria mais 3 grandes prêmios para ver o que acontece na Moto2. Há Bastianini, as portas estão mais abertas para ele. Eu sei que estavam falando do Zarco, mas agora parece que essa opção esfriou um pouco”.

E o futuro de Dovi na Ducati?
“A Ducati decidirá o futuro das vagas restantes na equipe oficial e satélite agora em agosto. Quero ser sincero, hoje sinto que há uma chance em duas do Dovi continuar. Se não houver renovação, Dovi irá se aposentar, isso seria muito ruim”.

“A realidade é que a Ducati não confia mais no Dovi. Em Jerez 2, Ele teve uma das suas piores corridas, mas ele guiou com uma clavícula que estava incomodando após ter fraturado dias atrás em um treino de MotoCross”.

“Suas declarações foram claras, ele disse que não pode usar uma corrida para testar peças e outras inovações, isso significa que há uma guerra contra Dall”Igna. Hoje eu diria que é um relacionamento destinado a terminar, espero estar errado. Há muito silencio em ambos os lados e isso nunca é um bom sinal!”, encerra Pernat.