Davies Afirma que N√£o tem Superioridade nas Motos e sim nos Pilotos.

Chaz Davies defende que a questão do domínio da Ducati e Kawasaki no Mundial de Superbike vai mais além do que a diferença de desempenho das motos e não seria necessário fazer regulamentos para equalizar as equipes.

Este ano, vai haver um sistema de penaliza√ß√Ķes para os mais r√°pidos, que retira rota√ß√Ķes por minuto aos motores.

Davies recordou em uma entrevista a Motorsports que além dos quatro pilotos das duas equipas oficiais, há outros no mundial com motos idênticas:

Se est√°s na frente da televis√£o e v√™¬†o Jonathan Rea¬†e eu na frente, e depois o resto da grelha, tem a sensa√ß√£o que nosso equipamento √© superior, s√≥ que h√° outros pilotos nas mesmas motos que n√≥s, e n√£o apenas os colegas de equipe. Por exemplo, posso dizer que o Xavi For√©s est√° na mesma moto que n√≥s, com as mesmas atualiza√ß√Ķes.

O brit√Ęnico da Ducati continua: Meu ponto de vista n√£o √© assim t√£o claro. H√° outras motos, como a Yamaha e outras, que, com um pouco de desenvolvimento podem estar no nosso n√≠vel ou pelo menos muito pr√≥ximas. Mas exige muito trabalho para l√° chegar‚Äė.

Na opini√£o de Davies, as restantes forma√ß√Ķes t√™m que aproveitar da melhor forma o material de qualidade que disp√Ķem, defendendo tamb√©m que os regulamentos tentam, de certa forma, fazer o trabalho do progresso das equipes.

Ningu√©m em 2014 ou 2015 dizia que algu√©m tinha o que era preciso para se aproximar da Kawasaki. Todos compreendemos que era uma tarefa dif√≠cil e a √ļnica forma de o fazer √© dar o pr√≥ximo passo. Mas em vez disso as novas regras entram em vigor e querer fazer o trabalho.

Empresario, pai e entusiasta do mundo das duas rodas, criou o blog Maniamoto em 2015 com a inten√ß√£o te ter um espa√ßo democr√°tico e livre onde todos possam expor suas opini√Ķes e trocar ideias sobre o assunto Motovelocidade.