Dovi Leva a Melhor em Motegi e Diminui a Diferença para Márquez

Andrea Dovizioso venceu o GP do Japão numa corrida eletrizante em que a luta com Marc Márquez (Honda), pela vitória durou até o final, sendo assim a Italiana consegue a vitoria nas terras do inimigo.

Ainda na primeira volta Jorge Lorenzo assumiu o comando da corrida ao passar por Marc Márquez. No entanto, Petrucci vinha de trás despachava Márquez e Lorenzo para assumir a primeira posição da corrida logo na segunda volta.

Nesta fase da corrida Danilo Petrucci (Octo Pramac Racing) era o piloto mais rápido em pista e rodava em 1m58,055s, conseguindo mesmo descolar ligeiramente dos seus perseguidores.

Atrás do piloto da Octo Pramac Racing, Jorge Lorenzo perdia ritmo e em apenas duas voltas desceu de segundo para oitavo com Valentino Rossi e Maverick Vinãles encostados no espanhol da Ducati.

Há 19 voltas do final, Valentino Rossi sofreu uma queda que o deixou fora da pista, acabando a prova mais cedo, num fim de semana para o italiano esquecer.

Na frente da corrida Petrucci via Marc Márquez a aproximar-se, Andrea Dovizioso era o piloto mais rápido em pista rodando em 1m57,239s, mostrando que também ele estava na disposição de lutar pela vitória na corrida.

A 12 voltas do final, Márquez conseguiu regressar à liderança, ultrapassando Danilo Petrucci que perdeu ainda mais uma posição para Dovizioso, caindo de primeiro para terceiro.

Com a intensa luta na frente da corrida, entre os dois primeiros do campeonato, Putrucci mostrava-se incapaz de acompanhar o ritmo de Márquez e Dovizioso, isolando-se na terceira posição.

Mais atrás na luta pelo quarto lugar, Johann Zarco, Alex Rins e Andrea Iannone tentavam garantir o primeiro lugar fora do pódio com o francês a defender-se dos ataques dos pilotos da Suzuki, mas sem resultado já que Rins e Iannone acabaram mesmo por se despacharem de Zarco.

Na frente da corrida, a Ducati de Dovizioso estava colada em na Honda de Márquez e a ultrapassagem acabou mesmo acontecendo a seis voltas do final.

O italiano procurou de imediato fugir ao espanhol, líder do Mundial, mas Marc Márquez não estava disposto a facilitar a vida ao piloto da Ducati e a três voltas do final regressava a liderança da corrida. Dovizioso responde tentando segurar o primeiro lugar, mas o espanhol da Honda, persistente, retoma o primeiro lugar.

Na luta pela vitória, Márquez tentava manter Dovizioso atrás de si na última volta da corrida, mas no último setor e numa repetição do GP da Áustria, Andrea Dovizioso, garantiu a sua quinta vitória na temporada numa ultrapassagem de cortar a respiração a Marc Márquez, permitindo assim à Ducati vencer na casa da Honda, e igualando ao numero de vitorias de Márquez 5.

Com estes resultados Márquez continua na liderança do Mundial agora com 244 pontos, Andrea Dovizioso ocupa a segunda posição com 233 pontos, menos 11 que o líder, enquanto Maverick Viñales é terceiro com 203 pontos e Dani Pedrosa é quarto com 170 pontos, mais dois que Valentino Rossi que é agora o quinto com 168 pontos .

Declaração dos pilotos

Andrea Dovizioso

Foi uma corrida difícil porque, no início, não houve muita aderência e não tive um bom sentimento com a moto, mas nunca desisti, nem mesmo quando estava perdendo terreno e isso fez toda a diferença. Marc foi muito rápido e ele tentou até ao final, mas havia alguns lugares onde eu era mais rápido e podia atacar. Além disso, ele cometeu um erro na última volta, o que me deu a chance de o alcançar e de o ultrapassar na curva 11. Sabia que ele iria atacar nas últimas duas curvas, mas eu estava preparado para isso então fechei a porta. Era absolutamente vital ganhar aqui.

Marc Márquez

Foi uma corrida incrível. Vimos os dois pilotos que lutam pelo campeonato lutando até à última curva. Eu bem que tentei…Quanto à diferença, vi que tinha uma pequena vantagem mas depois cometi alguns erros, especialmente na curva oito, aí foi um grande erro e perdi muito terreno. Ele recuperou muito e sabia que a Ducati é um pouco mais veloz na reta, e também era na frenagem. Tentei na última curva, como fiz em Austin. Neste circuito eu já esperava que ele fosse muito, muito forte. Agora vamos para Phillip Island, onde o resultado pode ser outro.

Terminou assim a Corrida:

Pos. Num. Rider Team
1 4 Andrea DOVIZIOSO Ducati Team
2 93 Marc MARQUEZ Repsol Honda Team
3 9 Danilo PETRUCCI OCTO Pramac Racing
4 29 Andrea IANNONE Team SUZUKI ECSTAR
5 42 Alex RINS Team SUZUKI ECSTAR
6 99 Jorge LORENZO Ducati Team
7 41 Aleix ESPARGARO Aprilia Racing Team Gresini
8 5 Johann ZARCO Monster Yamaha Tech 3
9 25 Maverick VIÑALES Movistar Yamaha MotoGP
10 76 Loris BAZ Reale Avintia Racing
11 44 Pol ESPARGARO Red Bull KTM Factory Racing
12 21 Katsuyuki NAKASUGA Yamalube Yamaha Factory Racing
13 22 Sam LOWES Aprilia Racing Team Gresini
14 8 Hector BARBERA Reale Avintia Racing
15 53 Tito RABAT EG 0,0 Marc VDS
16 45 Scott REDDING OCTO Pramac Racing
17 38 Bradley SMITH Red Bull KTM Factory Racing
18 7 Hiroshi AOYAMA EG 0,0 Marc VDS

Corrida Completa

Primeira Parte

https://openload.co/embed/wjm10qvCvh4/

Segunda Parte

https://openload.co/embed/uvp53aDmVlY/

Empresario, pai e entusiasta do mundo das duas rodas, criou o blog Maniamoto em 2015 com a intenção te ter um espaço democrático e livre onde todos possam expor suas opiniões e trocar ideias sobre o assunto Motovelocidade.