“Ducati: não souberam avaliar a qualidade de Lorenzo”

Álex Debón passou pelos microfones do programa “Marca Motor” da Rádio Marca, e  falou pela primeira vez desde que deixou de ser ‘coach’ (conselheiro na pista) de JLorenzo99 na Ducati. A nova parceria durou poucos meses, da pré-temporada até o GP do Qatar, onde após alguns atritos, em comum acordo acharam melhor encerrá-la afim de evitar maiores problemas.

Lorenzo na Repsol Honda: “Foi uma bomba para mim e para o mundo inteiro. Uma grande notícia, para os patrocinadores da Espanha também pq juntou dois dos maiores pilotos das duas rodas, com muitos campeonatos numa mesma equipe, acho que a aposta do Alberto Puig e da Honda é incrível e muito positivo, dois pilotos muito rápidos, o Jorge vai se adaptar muito bem, porque o motor deste ano permitirá que ele use bastante a velocidade em passo de curva. “

Lorenzo capaz de ganhar Marquez: “Eles são dois galos no mesmo galinheiro, mas a grande diferença entre Valentino e Jorge e a situação atual, é que o VRossi46 é italiano e neste caso, ambos espanhóis, eles também compartilham um patrocinador espanhol e ambos estão ansiosos para conseguir títulos e carreiras. Eles sabem e entendem a situação muito bem e apesar dos atritos que tiveram na pista, têm um relacionamento pessoal muito cordial e muito bom, é claro que Marc não vai se deixar morder um centímetro, mas Jorge vai dar tudo, vamos ver corridas muito interessantes, mas com dois pilotos espanhóis lutando para vencer. “

Desafio: “Jorge está muito motivado, é um cara de objetivos, é o desafio mais importante de sua carreira, não é uma questão de dinheiro, é uma questão pessoal.”

Fim da parceria: “Eu não esperava esse resultado, foi um ótimo trabalho de novembro até o Catar, mas havia um número de pessoas dentro da Ducati, com nomes e sobrenomes, aos quais minha presença na garagem, minha perseverança e luta para defender meu piloto não era bem vista. Acabaram criando situações muito tensas em torno de minha figura. No final, Jorge me disse depois do Qatar que era preferível que eu ficasse em casa para não atrapalhar ainda mais o momento que ele vivia na Ducati.

Relacionamento com Lorenzo: “Acima de tudo, o amor e respeito que temos um pelo outro prevalecem, o considero meu irmão desde pequeno, e nosso relacionamento não mudou devido ao fato de eu não ir mais às corridas, mas francamente entendo que há duas pessoas lá que a minha presença não lhes convinha muito bem. “

Coach na Repsol Honda: “Ainda não falamos sobre isso, não sei quais planos serão apresentados, vamos nos reunir em Montmeló ou Alcañíz para comer juntos e vamos conversar sobre tudo o que aconteceu durante esses meses que não estivemos juntos.”

Evolução: “O que fizemos durante o inverno não foi fácil, os resultados de agora são porque fizemos um trabalho muito importante lá atrás, um esforço feito não só por mim, mas por toda a sua equipe que queria ver o Jorge ganhando. E no final, graças a Deus, foi uma vitória muito forte no final de semana passado.”

Paciência: “Eu acredito que eles nunca foram capazes de avaliar a qualidade como piloto e pessoa, além do seu potencial desde o primeiro ano. O que você não pode fazer (apesar do dinheiro investido) é demandar e pressioná-lo desde o primeiro minuto. Porque se dermos um passo atrás, vemos que a carreira esportiva de ADovizioso04 explodiu apenas quando JLorenzo99 chegou à equipa e a moto evoluiu. Os outros pilotos da Ducati também deram um salto qualitativo com o desenvolvimento que foi feito na moto, no nível eletrônico, no chassis para girar a motocicleta, o “abrir o acelerador” que o Jorge evoluiu … E ADovi04 como piloto fez o quê antes da chegada do companheiro de equipe ? ”

Yamaha sem Lorenzo: “Eu concordo [com a opinião de que a crise da Yamaha é o resultado da ausência de Jorge na fábrica dos três diapasões] porque ele é um cara que tem muita sensibilidade, um talento especial para explicar o que funciona ou não em poucas voltas, as mudanças, os ajustes. Ele é muito experiente. Toda evolução da Ducati ele tem muita responsabilidade e todos os outros pilotos Ducati estão felizes com isso.”

Mais vitórias com a Ducati: “As diretrizes e orientações de desenvolvimento que a Desmo GP precisa para ir mais rápida já foram dadas por JLorenzo99, e penso que os dois próximos anos, ela (Desmosedici) se sairá muito bem, espero que eles obtenham os resultados que Jorge fez em Mugello, e você vai vê-lo em Barcelona, ​​ele estará no top3 com certeza…na Holanda ou Malásia, o estilo das vitórias solitárias do Jorge não é algo que aconteceu por acaso, é o martelo que todos vocês conhecem, sou mais a favor do trabalho, dedicação e perseverança do que o acaso ”.