FP2 Mugello, Iannone domina pista Italiana

FP2 Mugello MotoGP

FP2 Mugello MotoGP, sessão de treinos livres 2 em Mugello foi dominada pela Ducati de Andrea Iannone, ele foi melhor durante a maior parte da sessão.

Jorge Lorenzo conseguiu o tempo de 1:48.421 na sua quinta volta mas Iannone novamente retoma a posição na sua sexta volta, batendo o tempo do espanhol por 0.008 segundos. Em terceiro estava Maverick Viñales, a 0.010 do tempo de Iannone.

Márquez era quarto a oito minutos do fim, enquanto Rossi era sexto, a 0s262 da ponta.

Redding surpreendeu na sua 14.ª voltando bater o melhor tempo da sessão com 1:48.406, mas antes Lorenzo mostra que ali é territorio dele na 12.ª volta assumi o segundo…apenas para o melhorar a seguir, com 1:48.157. Atrás dele  ficou Michele Pirro. O italiano supera Lorenzo e saltou para o segundo lugar, com 1m48s345.

A 0s113 estava Aleix Espargaró, que assumia o terceiro melhor registo da sessão, ele tinha se mostrado desiludido pela Suzuki contratar Iannone para 2017 como primeiro piloto sem antes ter falado sobre sua renovação contratual.

A sessão estava animada no último minuto, Iannone assumi a liderança da sessão, com 1:47.696. Rossi fez uma boa última volta e subiu para sexto lugar, ainda com pilotos finalizando última volta.

Iannone levou a melhor no final, seguido de Lorenzo e Pirro.

Dani Pedrosa foi dono do 11.º posição na tabela dos mais rápidos no primeiro dia de treinos livres em Mugello, ele que no final assumiu que há muito por onde melhorar, Pedrosa agora com contrato renovado começa a reclamar dos problemas da moto fazendo coro com Marquez, Dani disse:

Não começamos mal aqui em Mugello mas sinceramente também não foi nada de especial. O comportamento da moto é mais ou menos o mesmo que nos outros circuitos. Os pneus não funcionaram nada mal, a aderência foi boa e conseguimos tempos decentes mas ainda perdemos nas curvas e nas retas. Para já a nossa força aqui é na entrada das curvas, mas menos no meio das curvas e na saída. Não conseguimos manter a melhor trajetória por isso temos de trabalhar e tentar melhorar nessa área. Temos de encontrar um bom equilíbrio para este circuito bonito e muito exigente fisicamente.

Já Andrea Iannone o piloto mais rápido em Mugello, que bateu Jorge Lorenzo por quase meio segundo, talvez queira mostrar que a Ducati tenha errado na preferencia por Dovi para continuar com a Marca.

O italiano salientou a importância de correr em casa e da necessidade de tirar proveito do potencial da Desmosedici GP16:

Estou contente porque aqui em Mugello corremos em casa e é uma corrida muito importante para nós, temos que tirar o máximo proveito do nosso potencial. A sessão da tarde começou um pouco mal para nós porque a pista não tinha tanta borracha como no teste que aqui fizemos antes de Le Mans. Temos um pouco menos aderência na traseira e no início o sentimento não foi muito bom. Mas consegui encontrar uma forma de forçar o andamento. No final foi um dia positivo, mesmo que amanhã saibamos que temos de melhorar em alguns aspectos, ainda que já saibamos quais são as ações.

POS # RIDER NAME GAP
1
29
A. IANNONE
1:47.696
2
99
J. LORENZO
+0.461
3
51
M. PIRRO
+0.549
4
41
A. ESPARGARO
+0.574
5
93
M. MARQUEZ
+0.594
6
46
V. ROSSI
+0.644
7
25
M. VIÑALES
+0.649
8
45
S. REDDING
+0.710
9
35
C. CRUTCHLOW
+0.762
10
44
P. ESPARGARO
+0.774
11
26
D. PEDROSA
+1.017
12
9
D. PETRUCCI
+1.056
13
4
A. DOVIZIOSO
+1.120
14
68
Y. HERNANDEZ
+1.136
15
38
B. SMITH
+1.503
16
8
H. BARBERA
+1.538
17
53
T. RABAT
+1.952
18
43
J. MILLER
+2.002
19
50
E. LAVERTY
+2.156
20
19
A. BAUTISTA
+2.217
21
6
S. BRADL
+2.672
22
76
L. BAZ
+3.359