GP da Argentina – Melhores Momentos

Girls Argentina

Melhores Momentos GP do Rio Hondo Argentina

A Argentina foi palco de uma grande jornada de MotoGP e cujos momentos de espetacularidade ficam registados nos anais da história.

Desde os acontecimentos em Moto3 ao mau tempo, passando por uma corrida de MotoGP diferente, no mínimo, nas Termas de Río Hondo, muito há por dizer.

Na sexta-feira os pilotos encontraram uma pista suja e foi debaixo de um calor tórrido que decorreram as primeiras sessões de treinos… no dia a seguir os problemas com o pneu de Scott Redding assustaram o paddock.

No domingo a queda de chuva levou a mudanças quase de hora a hora. As equipes, a Direção de Corrida e a Michelin reuniram-se para definir se havia condições de segurança para o grande prêmio prosseguir.

Infográfico Argentina Motogp
Infográfico Argentina Motogp

Foi dada luz verde. O evento decorreria mas com uma troca obrigatória de moto para todos os pilotos no meio da corrida. Os dados estavam lançados e mais um motivo de emoções fortes prometia deixar cada uma das pessoas nas arquibancadas coladas ao assento e nos em casa colados na Tv. E assim foi.

As emoções estiveram fortes no domingo, e bem antes da corrida. A Direção de Corrida tudo tentou  para preparar as equipes para o que vinha, e foi desenhando cenários.

E se chovesse o dia todo? E se a pista estivesse seca mas o warm up fosse feito com o piso molhado? E se não chovesse mais? As combinações eram múltiplas e a na Direção de Corrida foram traçadas soluções para várias possibilidades.

No final optaram por uma corrida com apenas 20 voltas e com uma paragem obrigatória entre as voltas 9 e 11 para os pilotos trocarem de moto.

Tudo em nome da segurança. Os acontecimentos com Scott Redding mostraram a desconfiança com a durabilidade dos pneus e por isso apenas seriam usados em cerca de dez voltas, e depois seriam trocados por outros novos.

Pol Barbera Argentina
Pol Barbera Argentina

Alguns pilotos reclamaram da decisão,e o mais critico era Pol Esparago que sugeriu que a culpa seria da Ducati, que a a eqiupe italiana deveria diminuir a potência de suas motos pois os pneus estavam se deteriorando devido a esse fato e que não deveriam pagar o pato, criticou que isso ocorreu somente com Redding e Baz, justamente os pilotos mais pesados (ou a Ducati diminui a potencia ou o peso de seus pilotos sugeriu ele)

Disse Pol

A corrida foi assim por causa da Ducati. Continua-se a dizer que os Michelins têm problemas, mas os pilotos com esses problemas são os da Ducati. Têm mais 17 km/h de velocidade de topo do que nós e desgastam muito os pneus. Se eles não podem usar os pneus, então baixem a potência. Ou então façam pneus só para eles

No Paddock Pol está levando uma fama de reclamão, após a corrida levou a reclamação contra Hector Barberá, que deu uma entrevista a TV Movistar dizendo:

No final da corrida chamaram-me na Direção de Corrida. Não entendi o motivo porque não ocorreu nada. Na última volta houve uma batalha mas isto são corridas, a ideia é essa, e em momento nenhum houve contacto. Eu quase caí porque Pol me bloqueou a dianteira. Nessa altura ele saíu da pista e perdeu três posições, o que é normal quando se comete um erro…mas tudo, eu estava bem à frente. ele tem raiva que eu ganhe porque tenho uma moto de 2014 e ele uma Yamaha oficial de 2016, acho que é isso. Quando me chamaram todos estavam rindo do motivo da reclamação na Direção de Corrida.

Mas o grande destaque da corrida foi o episodio envolvendo os dois pilotos oficiais da Ducati, que após uma manobra irresponsável de Andrea Iannone que lhe fez juz ao apelido de maniaco, caiu derrubando seu companheiro de equipe na ultima volta onde a dobradinha no pódio estava garantida.

O clima ficou muito ruim na garagem da Ducati

Dovi Argentina Queda
Dovi Argentina Queda

O diretor geral, Gigi Dall’Igna, disse sobre o acontecimento no GP da Argentina, que o interesse da Ducati está acima do interesse dos pilotos. O responsável lembra que podia ter sido um domingo perfeito depois de vitórias da Ducati nas Superbikes e no Superstock 1000.

Disse Gigi

Podia ter sido um dia maravilhoso, depois das vitórias de Davies nas Superbikes e de Mercado no Superstock 1000. No MotoGP, quando aconteceu aquilo, eramos segundo e terceiro. Se um dos nossos pilotos vê que tem condições de vencer a corrida, deve tentar vencê-la, mas se vê que não consegue, deve meter na cabeça que o terceiro lugar é um bom resultado

Os pilotos têm, obviamente, os seus interesses, mas o que deve prevalecer são os interesses da Ducati, que é quem lhes paga o salario.

Talvez o acidente tenha custado o emprego de Iannone.

Mesmo Valentino Rossi o maior beneficiado no acidente e que bem poderia agradecer o seu segundo lugar no GP da Argentina à queda das duas Ducati. No entanto, isso não impede o italiano de criticar o que aconteceu e a condução agressiva de Iannone.

Eu sei que as lutas entre Iannone e Dovizioso são sempre complicadas mas o que aconteceu foi uma vergonha para a Ducati. Já na primeira corrida, no Catar, eles travaram uma luta dura. Isto significa que é particularmente importante para eles ficar à frente um do outro. O que vi é que Iannone teve uma condução muito agressiva

O atual campeão mundial Jorge Lorenzo, não fez uma boa corrida abandonando logo nas primeiras voltas após uma queda, talvez o sempre focado Espartano esteja envolvido demais nas negociações de seu contrato e isso o tenha desconcentrado, a noticia que circula é que essa novela termine ainda em Austin quando será anunciado sua saída da Yamaha.

A próxima corrida será no próximo final de semana em Austin Texas, e tudo indica que teremos novamente fortes emoções.

Segue vídeo resumo da corrida:

[wpdevart_youtube]yFsVj0c59OE[/wpdevart_youtube]

Por Jeison Marques




Empresario, pai e entusiasta do mundo das duas rodas, criou o blog Maniamoto em 2015 com a intenção te ter um espaço democrático e livre onde todos possam expor suas opiniões e trocar ideias sobre o assunto Motovelocidade.