Maio Meregalli(Yamaha): Podemos pressionar Marc Márquez.

Maio Meregalli
Maio Meregalli

Se olharmos apenas para os números a Yamaha parece ser a segunda força do campeonato, a única equipe capaz de ameaçar Marc Márquez pelo título nesta temporada. Na verdade, os homens de azul foram simplesmente os mais consistentes, com muitos pódios mas sem aquele ingrediente extra para lutar pelo título. Leia a entrevista com Maio Meregalli.

Maio Meregalli
Yamaha MotoGP 2018

Não direi que a classificação está distorcida, mas fizemos bem em explorar todas as situações e tirar o melhor proveito do nosso pacoteAlém disso, a experiência de nossos pilotos definitivamente ajudou, é assim que  Maio Meregalli, gerente da equipe da Yamaha, vê as coisas.

Os 46 pontos de Rossi e os 56 pontos de desvantagem de Vinales, com 10 corridas ainda por disputar, podem ser facilmente corrigidos contra o Super Marc. Também porque os dois pilotos sabem que suas máquinas M1 estão faltando alguma coisa e estão pedindo atualizações eletrônicas importantes do Japão.

Maio, você conseguiu muitos pódios, mas não uma vitória…
Se olharmos para as classificações poderemos ficar satisfeitos, menos se considerarmos que não vencemos ou conseguimos ser consistentemente rápidos em todas as pistas até o momento.Mas sempre trabalhamos duro, mesmo em situações difíceis. Considere o duplo pódio em Sachsenring, historicamente um caminho difícil para nós, resultado que foi resultado de nossos esforços para otimizar tudo o que temos”.

Você ficou surpreso ao ver as M1s tão competitivas na Alemanha? 
Depois da grande corrida holandesa, achei que se tratava do fator ‘Assen’. mas depois do warm-up, percebi que podíamos ver pelo menos um piloto no pódio, não esperava ver os dois lá. Foi melhor que o esperado”.

Você parece estar um pouco desapontado nesta temporada, pelo visto você precisa de um pouco mais para realmente lutar pelo título… 
“Eu acho que algumas pequenas atualizações podem fazer uma grande diferença. Eu também acho que com 250 pontos ainda em jogo tudo é possível. Poder colocar um pouco de pressão sobre Marquez poderia nos ajudar nessa difícil tarefa”.

Você pode contar com dois pilotos fortes. Rossi parece mais concentrado do que nunca …
“A experiência de Valentino é fundamental em momentos assim”.

Em Sachsenring, ele revelou que estudou dados do Folger do ano passado, a fim de melhorar…
Esse é o seu método de trabalho, ele sempre tenta comparar-se aos outros pilotos da Yamaha, tanto Maverick e Johann, para entender onde eles são rápidos e tentar e fazer o mesmo. Estes são todos os detalhes que lhe permitem alcançar alguns resultados, mas na maioria das vezes ele é a referência”.

Vinales também parece estar de volta no caminho certo agora. 
“Eu concordo, é normal que um cara tão jovem às vezes se esforce para manter a calma e a paciência nos momentos difíceis. Maverick estava reclamando sobre os problemas que identificamos nos dados, mas não entendiamos como aquilo estava acontecendo. Com o tempo nós resolvemos ”.

Você quer dizer as dificuldades nos estágios iniciais da corrida? 
“ Sim, então começamos a trabalhar focado nisso e encontramos uma solução. Conseguimos encontrar uma configuração de base melhor. Até três corridas atrás, Maverick só foi capaz de rodar com bom ritmo depois de 5 ou 6 voltas, na prática também, mas agora ele está rápido de imediato. Este é o resultado de um bom trabalho em equipe. Maverick é um piloto muito forte quando se encontra nas condições certas, algo que devemos garantir”.

Mas os pilotos continuam reclamando e Rossi disse que você ainda tem os mesmos problemas de mais de um ano atrás …
“ É verdade, Valentino apontou esses problemas para nós há mais de um ano, depois Maverick destacou os mesmos problemas. Nunca é fácil resolver certos problemas, mas leva tempo”.

Brno será o momento da verdade? 
“ Devemos receber uma atualização eletrônica, mas não será uma revolução. Na verdade, ainda não recebi a confirmação oficial sobre a atualização, digamos que estou contando com isso (Maio Meregalli ri)”.

Você corre o risco de usá-lo durante o fim de semana em vez de esperar pelo teste de segunda-feira? 
“ Eu conheço bem a Yamaha e os engenheiros querem ter certeza de cada atualização antes de usá-la em uma corrida, eles preferem evitar problemas ao invés de resolvê-los. Nós poderíamos usá-lo apenas na corrida mesmo que fosse uma atualização bastante insignificante, ou uma já testada no Japão”.

O que você espera do GP de Brno? 
Geralmente é uma boa pista para nós e estou confiante. A Honda testou lá nas últimas semanas, eles podem ter uma vantagem nas primeiras sessões, mas no papel nós poderemos pressioná-los”.
___________________________

Leia também, Johann Zarco na KTM: Top5 seria um grande passo.

Matéria originalmente traduzida do site Gpone.com