Márquez Vence na Alemanha Assume a Ponta é Embola o campeonato

Marc Márquez (Honda) vence em Sachsenring e assume a liderança do Mundial de MotoGP. O espanhol triunfou em Hohenstein-Ernstthal pelo 8.º ano seguido recebendo o apelido de “King of the Ring”,  venceu em 2010 na Moto3, em 2011 e 2012 na Moto2, e em 2013, 2014, 2015, 2016 e 2017 na MotoGP.

A vitória permitiu ao espanhol assumir, após nove provas, a liderança do Mundial, com 129 pontos, a frente de Maverick Viñales (Yamaha) apenas por 5 pontos, enquanto o ex-líder do campeonato, o italiano Andrea Dovizioso (Ducati) foi apenas oitavo e caiu para o terceiro lugar.

Márquez, que largou da pole, aproveitou assim como Austin sua superioridade no circuito Alemão, no qual venceu sempre que competiu, e bastaram seis voltas para que a corrida começasse a ficar definida, com um trio formado por Jonas Folger, Márquez e Dani Pedrosa. Atrás deles surgiam Danilo Petrucci, Valentino Rossi, Jorge Lorenzo, Andrea Dovizioso, Aleix Espargaró, Cal Crutchlow e Maverick Viñales.

O alemão Folger fez uma brilhante prova e queria brilhar em casa, e conseguiu, mas aguentou apenas cinco voltas na liderança, até à 11.ª onde cometeu um erro, quando Marc Márquez retomou a liderança.

Entre os favoritos, o italiano Valentino Rossi, que no último fim de semana tinha vencido em Assen, na Holanda, terminou em quinto.

Algumas declarações dos pilotos:

Andrea Dovizioso

Se eu tivesse começado com um pneu médio, eu poderia ter lutado com Vinales. Impossível prever as próximas corridas.

Maverick Viñales

Daqui pra frente o campeonato será em pistas que realmente gosto, em Brno será como um novo começo.

Jonas Folger

Não sei o que dizer. Eu nunca teria esperado isso, eu consegui acompanhar Marc e não podia acreditar na vantagem que tínhamos sobre os outros. É uma pena esse meu erro na primeira curva, eu pensei que poderia vencê-lo, mas eu já lutava com os pneus desgastados.

Jorge Lorenzo

Eu tinha previsto um desastre maior não foi tão ruim, o pneu deteriorou rapidamente na esquerda e não conseguia controlar a moto não tinha aderência, para o próximo semestre a moto irá mudar quadro e na aerodinâmica, preciso de mais confiança na dianteira, temos muita tração na traseira mas pouca aderência dianteira.

Marc Márquez

Honestamente, foi uma corrida muito difícil, sabia antes do fim de semana, esse era um circuito onde eu precisava atacar e meu alvo tinha 25 pontos. Antes da corrida tudo estava sob controle e eu tinha os pneus certos, e pensei que meu colega de equipe seria o principal rival
Resultado da Corrida:
Pos. Num. Piloto Nação Fabricante
1 93 Marc MARQUEZ SPA Honda
2 94 Jonas FOLGER GER Yamaha
3 26 Dani PEDROSA SPA Honda
4 25 Maverick VIÑALES SPA Yamaha
5 46 Valentino ROSSI ITA Yamaha
6 19 Alvaro BAUTISTA SPA Ducati
7 41 Aleix ESPARGARO SPA Aprilia
8 4 Andrea DOVIZIOSO ITA Ducati
9 5 Johann ZARCO FRA Yamaha
10 35 Cal CRUTCHLOW GBR Honda
11 99 Jorge LORENZO SPA Ducati
12 9 Danilo PETRUCCI ITA Ducati
13 44 Pol ESPARGARO SPA KTM
14 38 Bradley SMITH GBR KTM
15 43 Jack MILLER AUS Honda
16 36 Mika KALLIO FIN KTM
17 17 Karel ABRAHAM CZE Ducati
18 53 Tito RABAT SPA Honda
19 76 Loris BAZ FRA Ducati
20 45 Scott REDDING GBR Ducati
21 42 Alex RINS SPA Suzuki

Termina assim a primeira metade da temporada do Mundial de MotoGP

1. Marc Márquez (Espanha/Honda), 129
2. Maverick Viñales (Espanha/Yamaha), 124
3. Andrea Dovizioso (Itália/Ducati), 123
4. Valentino Rossi (Itália/Yamaha), 119
5. Dani Pedrosa (Espanha/Honda), 103
6. Johann Zarco (França/Yamaha), 84
7. Jonas Folger (Alemanha/Yamaha), 71
8. Danilo Petrucci (Itália/Ducati), 66
9. Jorge Lorenzo (Espanha/Ducati), 65
10. Cal Crutchlow (Grã-Bretanha/Honda), 64

Empresario, pai e entusiasta do mundo das duas rodas, criou o blog Maniamoto em 2015 com a intenção te ter um espaço democrático e livre onde todos possam expor suas opiniões e trocar ideias sobre o assunto Motovelocidade.