Melandri: Terei que ser mais agressivo na mesma situação

O Melandri, esse ano tem um ano de experiência com a Ducati sob o seu cinto. Então, por um lado, o italiano terá certeza que vai ser capaz de explorar seu potencial, por outro lado, ele está preocupado com as alterações ao regulamento. O Piloto da Aruba está focado sobre isso durante a apresentação da equipe.

Nós sentimos que esta redução do número de rotações prejudica nossa moto

Melandri, em seguida, entra em mais detalhes.

“Quando você está em uma temperatura de 50°  e com a moto inclinada, você só precisa pensar na aceleração da saída da curva.  É tudo muito difícil. Antes, com o bicilíndrico, que tinha muito torque em baixas rotações, mas a faltava poder. Agora é o contrário, nós estamos perdendo 2000 rotações e prejudicando mais a potencia final“.

no entanto, no teste de Jerez, Marco provou ser tão rápido como Rea.

Em termos de ritmo de corrida, eu era capaz de corresponder mas a pista era favorável para nós. Em Portimão eu tinha todas as mesmas dififculdades que nós tivemos no ano passado na corrida, mais aquelo era devido ao novo regulamento”.

a Partir do que temos visto nos testes, Melandri parece mais proximo de Davies, que ainda está recuperando de uma lesão.    

eu vou seguir o meu próprio caminho, independentemente da condição de Chaz. Eu me sinto mais competitivo do que no ano passado, eu tenho mais experiência e sou mais forte, fisicamente e mentalmente. Em 2017, eu estava preocupado com uma situação, agora estou mais preparado“.

Melandri revelou que ele vai ter na corrida uma diferente abordagem.

“ano Passado eu era mais dócil quando eu me encontrei em um grupo. Agora eu posso lidar melhor a situação e tentar ser mais agressivo. Vamos ver o que podemos fazer“.

O piloto espera por atualizações de Borgo Panigale, no teste da Austrália.

precisamos fazer um grande avanço, embora as questões de mudanças de velocidade não pode ser realmente serem resolvidas. Eu gostaria ser mais fácil pilotar no meio da curva, porém, assim que nós vamos trabalhar no motor, e haverá alguns novos elementos de chassis para testes“.

#33 tem apenas um objetivo em Phillip Island: 

cabeça focada com isso em mente, em vez de reclamar dos danos. Qualquer um pode vencer naquela faixa“.

Camier também pode ser uma concorrente, tendo se destacou no teste com a Honda.

“Leon foi muito forte, mas o teste é de cerca de uma volta, enquanto a corrida é diferente. Não estávamos interessados no desempenho, querendo, em vez de ter todas as informações necessárias para ser rápido em Phillip Island.eu ainda acredito que o que vimos durante a 2017 será o mesmo este ano, embora alguns pilotos se aproximem”.

Melandri renova com a Aruba no final da temporada..

a Matéria Traduzida para ver o original GPone