Meregalli: “Maverick Viñales não sabe escutar!”

maverick viñales motogp yamaha
maverick viñales motogp yamaha

A Yamaha mesmo em evidência com seus dois pilotos ocupando a segunda(Rossi) e terceira colocação(Maverick Viñales) na tabela do mundial não vence há mais de um ano. “Sempre há pressão, mas precisamos de resultados”, diz o gerente da equipe, Massimo Meregalli.

Maverick Viñales
Maverick Viñales

“Temos experimentado muitas dificuldades desde o GP de Assen em 2017. Estes problemas foram evidentes em diferentes áreas. Isso tornou tão difícil resolver todos esses pequenos problemas. Havia dificuldades em todas as corridas. Isso foi difícil para nós. A moto vai funcionar melhor em 2018, mas comparado com os nossos adversários, ainda temos algumas coisas para fazer”, disse Meregalli ao motogp.com.

Rossi em segundo com 41 pontos atrás do líder do campeonato, Marc Márquez, e Viñales 47. Rossi estava em Le Mans, Mugello e Barcelona em terceiro lugar no pódio. “Os três pódios do Valentino foram muito positivos. Em Barcelona, ​​fizemos um bom teste. Para o teste de Brno, esperamos melhorias da Yamaha. Haverá também um teste privado em Misano em meados de agosto. Se não recebermos novos componentes para Brno, então ficará para o teste de Misano”.

Maverick Viñales estava no pódio em Assen pela primeira vez desde o GP de Austin. Desde Mugello sabemos que Maverick não se esforçou o suficiente na volta de aquecimento. A temperatura dos pneus acabam caindo antes da corrida começar por conta desse erro dele. Isso preocupou acima de tudo o funcionamento do pneu dianteiro. Portanto, ele não pôde usar totalmente o pneu nas primeiras cinco voltas. O pneu não funcionou corretamente. É por isso que pedimos a ele para empurrar mais no aquecimento. E também mudamos o processo de como os pneus são levados à temperatura. Já em Barcelona ele sentiu uma melhora, mas a virada e a frenagem da moto o causou problemas. No teste, trabalhamos principalmente com um tanque cheio. Na última corrida, ele foi rápido e consistente do começo ao fim.”

Maverick Viñales mostrou sua frustração com mais frequência em 2018, porque ele não pode lutar pela vitória e pelo título, e claramente criticou a Yamaha. “Nunca é fácil lidar com essa situação”, diz Meregalli. “Ele é jovem, mas ele tem um desejo extremo de vitória. Às vezes ele não ouve ou espera o tempo suficiente para chegar ao fundo do problema. Só então ele se acalma. Nós sabemos disso e o respeitamos como motorista. Tentamos mostrar a ele como se deve lidar com determinadas situações, explicou Meregalli.
___________________________

Leia também: Ramon Forcada é cortejado por Valentino Rossi

Matéria originalmente traduzida do site SpeedWeek.com