Michelin com novos pneus para 2019, qual equipe se favorecerá?

A Michelin está prestes a introduzir novos compostos na temporada 2019 do MotoGP, tudo por conta de tecnologias compartilhadas com o mundo das quatro rodas. Eles tiveram um feedback positivo em Sepang, com temperaturas de asfalto próximas dos 60°C, agora estão procurando por confirmações no Qatar e em pistas mais frias. São três novos compostos , um dele é uma mistura entre entre macio e médio na dianteira, e dois na traseira sendo macio e médio.

Novos pneus em Losail e Jerez

Se os bons sentimentos forem confirmados também em Losail entre os dias 23 e 26 de fevereiro, os novos pneus começarão gradualmente durante a temporada. “O plano prevê a introdução do novo composto dianteiro a partir do Qatar, os compostos posteriores podem ser usados ​​de Jerez em diante”, explicou Piero Taramasso. Em Sepang o novo pneu macio na traseira garantiu mais velocidade e aderência.

Esta é a tecnologia que também usamos para carros, por isso funciona para ambos. Certamente ajuda a obter informações de diferentes tipos de competições“. A nova tecnologia Michelin teve o seu primeiro uso no MotoGP em 2018, para criar um composto macio que permitisse uma janela de trabalho mais larga, em diferentes declives e condições climáticas. Com um composto capaz de garantir mais aderência, pilotos como Petrucci e Rossi puderam encontrar algumas vantagens, já que em muitas ocasiões acabaram se encontrando em dificuldades durante a parte final da corrida.
_______________________________

Opinião pessoal

Há algum tempo atrás a Michelin soltou alguns dados interessantes mostrando que as motos projetadas para rodar com os motores inline são as que desgastam os pneus mais rapidamente. Interessante essa medida de querer fazer o pneu Macio durar mais que o normal acabando por favorecer equipes como a Suzuki e Yamaha que simplesmente voam com essa especificação de pneu.

Não ouso dizer que é política o que estão propondo(para favorecer alguém), já que estão querendo pneus que deem mais aderência em compostos que naturalmente não duram tanto.

Ducati é referência no uso de pneus médios e macios, em 2018 vimos Jorge Lorenzo popularizar o uso de pneus macios em ambas as rodas, inclusive vencendo com essa especificação até então não muito usada. Não preciso dizer que Marc gosta bastante de usar pneu médio na dianteira e macio na traseira. Bem, se a ação é política para reincluir uma outra determinada equipe na briga… o tiro sairá pela culatra. O agrado não chegará para apenas um único remetente.

Bem, é só uma “especulação”, mas não se façam de desentendidos com essa parte de política no MotoGP, já vimos uma equipe mexer seus pauzinhos no regulamento para colocar em ação um novo tamanho de motor(cm³) para fazer um determinado piloto campeão, já vimos até mesmo a Dorna pagar o salário de um superstar.