Motogp – A difícil adaptação da Honda as novas regras.

nakamoto

Honda

Nos últimos anos a Honda tem feito de tudo para ter um motor com alta potência:

  • alterar a geometria do motor de 75 para 90 graus, dispensando o uso de contrapeso e aumentando a potência final.
  • usar configuração Screamer com disposição síncrona dos pistões (2 pistões encontram o fim do curso enquanto os outros 2 estão no inicio dispostos por duplas em 180 graus).

Isso para eles era muito tranquilo e fácil lidar, pois tinham por trás a equipe de desenvolvimento de software com orçamento quase ilimitado, conseguiam dosar e controlar a “besta” através de uma eletrônica excepcional, mas agora depois da mudança imposta nas regra na eletrônica, é como se tentassem rodar o software de controle do transito de São Paulo em um computador PC-386 da década de 80.

Me lembro no inicio dos anos 90 quando assistia corridas de F1 e a equipe Willians corria com o modelo FW14 com o piloto Nigel Mansel,  o carro era praticamente invencível por conta da suspensão ativa muito superior aos concorrentes, mas em 1994 as regras proibiram o uso dessa tecnologia e a Willians sofreu muito para se adaptar, inclusive levando ao trágico acidente que nos levou Ayrton Senna por supostos erros no desenvolvimento da suspensão.

fw14

Naquela época vimos uma ascensão grande entre as equipes pequenas que já se viravam sem os recursos tecnológicos, e quando foram tiradas já estavam alguns passos a frente, ficando mais próximos das grandes equipes, hoje estamos vendo algo parecido acontecer na MotoGP, nos primeiros testes pré temporada equipes satélites vem se destacando com bons tempos e até superando as grandes equipes, isso será muito positivo para o campeonato.

Voltando a questão Honda, Shuei Nakamoto vice presidente da equipe Honda, em Sepang muito irritado deu a seguinte declaração

“A Honda está na MotoGP para tentar a cada ano construir motos melhores que a temporada anterior, e com as novas regras é como se tivéssemos que construir um modelo que regrida 10 anos, uma moto que seria ideal para temporada de 2006”

Sochiro Honda, fundador da Honda, disse uma vez:

“Você costuma aprender mais por perder do que você faz por ganhar, quando a Honda tem um problema nem sempre ela irá pelo caminho mais fácil, sempre irá procurar novas tecnologias que nunca foram experimentadas”

Mas ela tem que agir e trazer a solução rápida, em breve os motores serão selados.

Abaixo o modelo NS500 da Honda que venceu o campeonato de 1983 com Freddie Spencer, a moto trazia o revolucionário motor Big Bang que fazia os selvagens 2 tempos de 500cc algo mais domável. talvez a Honda precise ressuscitar o modelo de seu museu.

NS500-1982

Até aqui essa filosofia sempre funcionou, pois a Honda é a maior ganhadora do MotoGP e foi pioneira em grandes tecnologias, esperamos que continue funcionando e continuem fazendo da competição um dos maiores espetáculos esportivos do mundo.

Por Jeison Marques

Fontes: MotoGP, WikipediaMotor Sport Magazine

 

 

Empresario, pai e entusiasta do mundo das duas rodas, criou o blog Maniamoto em 2015 com a intenção te ter um espaço democrático e livre onde todos possam expor suas opiniões e trocar ideias sobre o assunto Motovelocidade.