MotorLand 2019: O que todo mundo pensou que ia acontecer, aconteceu!

Quando você abre 1.6 s do segundo colocado no FP1, fica claro que você não espera outra corrida além desta, na qual Marc Márquez (sempre ele!)  venceu com autoridade a corrida de Aragão. Até as nuvens apareceram para assistir ao 200º Grande Prêmio de Marc Marquez, apesar de não haver previsão de chuva, diminuindo a temperatura da pista e mudando algumas opções de pneus.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é poeioo.jpg

A corrida, conforme a previsão feita aqui no blog, terminou nas últimas curvas da primeira volta — no final da primeira volta ele já tinha a vantagem de 1´1s sobre Jack Miller, na segunda posição.

Marc manteve o ritmo, acumulando segundos e segundos de vantagem. Se na Tailândia ele marcar mais 2 pontos que Andrea Dovizioso, ele já será o campeão mundial. Na prática, Andrea tem apenas uma chance em Buriram para adiar a festa, jogando-a para Motegi.

“Hoje eu estava convencido de que poderia fazer esse tipo de corrida. Eu forcei desde o começo porque sabia que Viñales, com pneus novos e tanque cheio, seria difícil nas 10 primeiras voltas”, disse Márquez, que cruzou a linha de chegada fazendo um movimento de pescar, que simbolizava a captura de um novo título.

“Eu sei que seria tolo dizer que foi fácil vencer, mas ninguém vence se você não insistir e trabalhar duro desde sexta de manhã, quando fizemos o melhor tempo”.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é mmm-3-4.jpg

Partindo da décima posição, Andrea foi bom em não perder a calma nas primeiras voltas, fazendo uma recuperação muito boa, o que o levou ao segundo lugar. Em sua escalada, ele teve que se confrontar com as Yamahas e na disputa, o motorzão da Ducati falou mais alto. A Ducati foi irresistível na reta e na aceleração, enquanto a Yamaha era mais eficaz no meio da curva.

Mas o ‘Dovi’ foi ótimo e conquistou um segundo lugar que também fortalece seu segundo lugar no campeonato (sempre 2º dizem alguns torcedores).
Mais uma vez ele é o melhor após o perfeito Marquez. Miller também fez uma grande corrida, ultrapassando Vinales na última volta, que pagou um preço por ter forçado a sua dianteira.

Poder-se-á dizer que Maverick Vinales fez um bom GP, obtendo o máximo possível da sua moto, enquanto Fabio Quatararo, 5º colocado, ficou um pouco decepcionado com o seu rendimento. Valentino Rossi, mais uma vez decepcionou ao terminar 18 segundos atrás de seu companheiro de equipe.

Infelizmente, já são várias as provas em que Valentino é o último piloto de M1 a terminar a corrida (além de Morbidelli, que caiu aqui na primeira volta, não por culpa dele). Um fato para ele meditar….

Abaixo os resultados da corrida: