Resumo do teste privado em Aragon Motorland esta semana.

Aragon

No teste em Aragon tinhamos envolvidas as esquipes Suzuki, KTM, Yamaha, Pramac e Ducati.

Quarta-feira em Aragon a pista estava muito lenta, j√° que n√£o s√≥ havia chovido na noite anterior mas o circuito estava sem uso por um m√™s.¬†No geral, os tempos n√£o foram significativos e, para ilustrar, comparamos o tempo mais r√°pido, atribu√≠do a¬†Jack Miller¬†em 1m48,870s, com a pole position em 1m47,635s¬†de¬†Maverick Vinales¬†no ano passado. Na opini√£o dos profissionais do site, esper√°vamos mais voltas em torno de 1’48.0.

Na quinta-feira,¬†Danilo Petrucci¬†fez o tempo de 1’49.1, apenas um d√©cimo mais lento do que o melhor do dia Maverick Vi√Īales, o homem mais r√°pido na Yamaha ontem.

Deve-se notar que no lado da f√°brica dos tr√™s diapas√Ķes(Yamaha), n√£o estavam tentando obter o melhor tempo poss√≠vel, os tempos mais r√°pidos foram feitos sem pneus novos.¬†Valentino Rossi¬†concentrou-se num trabalho de fundo para melhorar seu ritmo na corrida, raramente excedendo a marca dos 1’50.¬†O m√©dico tamb√©m sofreu uma pequena queda na curva 3 em Aragon.

Para finalizar com a Yamaha, informamos a presença de Jonas Folger vestido com as roupas oficiais da equipe da Fábrica. O piloto alemão não entrou na pista, mas apenas a observou das faixas de segurança, além de detalhar o trabalho nos boxes.

Sua presença na equipe da Yamaha Factory, no entanto, apoia fortemente a hipótese de seu futuro como piloto de teste para a fabricante de Iwata.

Na Suzuki,¬†Andrea Iannone, Alex Rins e Sylvain Guintoli¬†estavam presentes.¬†Esta √© certamente uma coincid√™ncia, mas quando o piloto franc√™s est√° presente,¬†Andrea Iannone¬†sempre encontra uma raz√£o para andar muito pouco.¬†Ent√£o, ontem(quinta-feira), durante a manh√£¬†√Ālex Rins¬†na pista com¬†Sylvain Guintoli que deu¬†mais de 80 voltas no dia. Deixando a Suzuki no final do ano,¬†Andrea Iannone¬†obviamente n√£o estava muito motivado para testar enquanto seu companheiro de equipe chamava os avan√ßos da moto durante o teste de “super positivos”.

Na KTM,¬†¬†Randy de Puniet¬†fez seu primeiro teste ao lado de¬†Bradley Smith, depois de quase 2 anos sem pilotar um MotoGP.¬†O piloto franc√™s estava apenas adaptando-se aos pneus Michelin antes de poder testar a parte aerodin√Ęmica da moto.

Devido √†s condi√ß√Ķes da pista em Aragon, houve v√°rias quedas na curva 2, mas o que impressionou os observadores no primeiro dia foi o desempenho da muito sofisticada Ducati Panigale Superbike conduzida por¬†Michele Pirro.¬†No final, o piloto italiano disparou em 1m51,1 na quarta-feira, o que, dadas as condi√ß√Ķes da pista, estava longe de ser rid√≠culo para uma Superbike em compara√ß√£o aos prot√≥tipos da MotoGP.

Na quinta-feira, a pista foi significativamente melhorada, que puderam desfrutar os piltotos oficiais da Ducati¬†Jorge¬†¬†Lorenzo¬†e¬†Andrea Dovizioso¬†, creditados, respectivamente com¬†1’47.6 e 1’48.0 sem mais detalhes do que a informa√ß√£o fornecida pelo Davide Tardozzi:¬†“Teremos novas pe√ßas em Misano e Arag√£o: o Pirro tentou algumas coisas e, nas pr√≥ximas duas corridas, teremos a tend√™ncia de ver novos desenvolvimentos¬†.

Obviamente, a Ducati n√£o deu a sua √ļltima palavra, enquanto 71 pontos separam Marc Marquez de Jorge Lorenzo e 72 de Andrea Dovizioso.¬†Ainda restam 7 corridas.

Como lembrete, todos esses momentos n√£o s√£o oficiais, mas geralmente s√£o muito pr√≥ximos da realidade.¬†√Äs vezes acontece que algumas situa√ß√Ķes s√£o anunciadas bem abaixo da realidade, para esconder o seu jogo, este foi o caso durante o √ļltimo teste em Misano para um certo Maverick Vinales… ele est√° 88 pontos atr√°s de Marc Marquez, mas s√≥ 29 em seu companheiro de equipe Valentino Rossi.
________________________

Leia também: MotoGP 2019, geração de ouro?

Matéria originalmente traduzida do site Paddock-GP