Software, Asas e agora Combustível.

Antes de cada corrida, os depósitos de combustível de todas as motos são vistoriados, são analisadas a quantidade e a temperatura da gasolina. Mas após o GP de Motegi, isso vai mudar. Agora, os tanques serão verificados mas em seguida serão selados por um supervisor da Dorna, essa medida visa evitar a substituição do combustível ou o próprio tanque. As equipes receberam um e-mail do diretor técnico da MotoGP, Danny Aldridge, explicando o procedimento da nova regra.

Com a profissionaliza√ß√£o do motociclismo, as regras tem se tornadas cada vez mais r√≠gidas. No entanto, continuam existindo lacunas “legais” em que as equipes conseguem burlar as regras impostas pela Dorna.

N√£o h√° nada oficial, nenhum nome foi citado e n√£o se tem conhecimento se algu√©m foi penalizado por ter feito altera√ß√Ķes no tanque/dep√≥sito. Mas as desconfian√ßas existem e¬†assim como aconteceu com o software, o jeito √© endurecer cada vez mais as regras. Hoje, o regulamento da MotoGP permite o resfriamento do combust√≠vel em no m√°ximo 15¬ļ (graus) em rela√ß√£o √† temperatura ambiente. Mas por que o combust√≠vel est√° sendo resfriado?

Valentino Rossi

Fácil: Sob baixa temperatura a gasolina é comprimida, ocupa menor espaço, e no final, o depósito/tanque acaba transportando mais do que o 22 litros permitidos. Mais combustível no mesmo espaço é uma vantagem mínima, mas significativa em um esporte onde em cada volta os décimos, centésimos e milésimos fazem diferença, e um pouco mais de gasolina na parte final da corrida pode fornecer uma potência extra ao motor.

Com esta atualização da regra, faz-se um obstáculo a mais para evitar que se use outros elementos externos como o gás de arrefecimento, assim como as mantas térmicas horas antes da luz verde para a corrida.