Suzuki Ecstar a um passo de perder suas concess√Ķes.

Mais um pódio na categoria rainha colocaria a Suzuki Ecstar no mesmo patamar técnico que a Honda, Ducati e Yamaha.

Motogp Suzuki ECSTAR
Motogp Suzuki ECSTAR

O segundo lugar de¬†Alex Rins, na¬†√ļltima corrida em Assen colocou a Suzuki a um passo de perder as concess√Ķes t√©cnicas para a temporada de 2019 na MotoGP.

A segunda coloca√ß√£o de Rins n√£o foi apenas o melhor resultado da sua carreira, mas tamb√©m o melhor para a Suzuki desde que¬†Maverick Vi√Īales¬†conquistou a √ļnica vit√≥ria da GSX-RR em Silverstone 2016.¬†Rins marcou o quarto p√≥dio da Suzuki Ecstar na temporada, p√≥dios que foram divididos igualmente entre ele e o companheiro de equipe¬†Andrea Iannone.

Os terceiros lugares na Argentina, Texas e Jerez contam cada um com 1 ponto de concessão, mais 2 pontos pela segunda colocação em Assen, totalizando 5 pontos de concessão até agora (uma vitória vale 3 pontos de concessão).

Uma vez atingidos 6 pontos de concessão Рou seja, mais um pódio Рa Suzuki reintegrará imediatamente ao mesmo padrão de regras que a Honda, a Ducati e a Yamaha fazem parte, onde terão no máximo de 5 dias de testes privados na temporada.

Então, a partir da temporada seguinte, eles terão 7 em vez de 9 motores por piloto, o desenvolvimento do motor ficará congelado, e também haverá uma redução nas entradas de WildCards de 6 para 3 eventos.

Poderia o pr√≥ximo p√≥dio da Suzuki acontecer na rodada de Sachsenring deste final de semana?¬†Pilotos e equipe soam confiantes …

“Este ano foi positivo para n√≥s at√© agora, gra√ßas aos quatro p√≥dios”, disse o t√©cnico da equipe, Davide Brivio.¬†“O circuito alem√£o deve ser bom para n√≥s, j√° que seu layout parece adequado para as caracter√≠sticas de nossa m√°quina.”

“Mal posso esperar para correr novamente na Alemanha e aproveitar o sentimento positivo que recebi no p√≥dio em Assen”, disse Rins. “O circuito de Sachsenring √© supostamente positivo para a nossa GSX-RR porque √© muito fluido, com curvas r√°pidas, onde sempre fomos fortes “.

“O layout √© adequado para a nossa m√°quina, eu acho, e tamb√©m √© um circuito que eu gosto, ent√£o podemos tentar ficar nas primeiras posi√ß√Ķes – o que n√≥s fomos capazes de fazer durante a temporada at√© agora”, acrescentou Iannone.

A Suzuki marcou 100 pontos nas oito primeiras corridas, o que compara com apenas 35 pontos da temporada passada e também bate seus 85 pontos na metade do ano de 2016.

A Suzuki Ecstar anteriormente perdeu o uso de concess√Ķes t√©cnicas devido aos quatro p√≥dios da Vinales em 2016.

No entanto, as regras permitem o retorno de concess√Ķes se um fabricante n√£o conseguir um p√≥dio durante uma temporada completa, como aconteceu com a Suzuki em 2017.

Aprilia e KTM s√£o os outros fabricantes atualmente eleg√≠veis para continuar com concess√Ķes.¬†Ambos est√£o preparados para manter as vantagens em 2019, sem ter conquistado ainda um p√≥dio.

Rins terá a companhia do estreante Joan Mir na Suzuki Ecstar na próxima temporada, com Iannone mudando-se para a Aprilia.
__________________________

Leia também, Scott Redding: Aprilia não terá sucesso apenas trocando pilotos.

Materia originalmente traduzida do site Crash.Net