Suzuki segue no objetivo de ter uma equipe satélite para 2020.

O objetivo da Dorna , que não é segredo para ninguém, é ter no futuro todas as equipes de fábrica fornecendo seus equipamentos para equipes satélites. Após o casamento entre Tech3 e KTM, e Yamaha com a Petronas Racing, está faltando agora as equipes Suzuki e Aprilia que por enquanto não tem uma equipe satélite.

A Ducati com seu tipo de organização fez escola demonstrando que é muito inteligente e importante ter equipes satélites em sintonia com a equipe de fábrica. A Suzuki, em particular, repetidamente fez algumas investidas para algumas equipes, mas nunca conseguiu lograr êxito

Possibilidade em 2020

Conforme relatado pelos colegas de “Motorsport.com”, no entanto,¬†Davide Brivio¬†esclareceu a situa√ß√£o: “Pela nossa parte j√° dev√≠amos estar com uma equipe sat√©lite, agora com a cria√ß√£o da divis√£o esportiva da Suzuki(SRC) teremos um pouco mais de liberdade, agora fica menos complicado afirmar quando isso ir√° acontecer de fato. Tudo gira em torno de or√ßamento, quando tivermos um sim, ent√£o vamos come√ßar a discutir uma poss√≠vel equipe sat√©lite.¬†Est√° claro que gostar√≠amos de ter mais duas motos para coletar mais dados “.

No ano passado, a¬†Suzuki¬†esteve muito perto de fechar com a¬†Marc VDS, mas alguns problemas dentro da equipe belga causaram o naufr√°gio final da negocia√ß√£o.¬†Brivio¬†continuou: “Ser√° o presidente da¬†Suzuki Racing Company(SRC)¬†que ter√° de falar com a¬†Suzuki Motor Corporation¬†para entender a conveni√™ncia de formar uma equipe sat√©lite”.

Entre as várias equipes satélites, a Avintia parece ser o que poderia se casar melhor com a Suzuki. Uma porta neste sentido poderia abrir apenas em 2020. A equipe japonesa já mostrou nos primeiros testes ser capaz de fazer bem nesta temporada e um bom ano pode abrir as portas para poder fornecer seus equipamentos e assim dar mais um passo à frente para lutar pelo título.