Teste final do Catar: Viñales é o mais rápido entre os melhores da Yamaha.

Maverick Viñales terminou o último dia de testes da pré-temporada de MotoGP como o mais rápido, liderando o domínio da Yamaha no topo da tabela de tempos. Com Fabio Quartararo, da Petronas Yamaha, em segundo, e Franco Morbidelli, em sexto, e Valentino Rossi, companheiro de equipe de Viñales, da Monster Energy Yamaha, em quarto, todos as quatro Yamahas estiveram em alta no final da sessão.

A equipe da Repsol Honda foi a única a atrapalhar a “varrida” da Yamaha. Marc Márquez terminou em terceiro, Jorge Lorenzo como o quinto mais rápido. Márquez ficou feliz com o seu rendimento: “Eu acho que tenho um bom ritmo, o suficiente para lutar pelo pódio, mesmo em um circuito que não nos é favorável. A queda? Eu testei meu ombro bem e está pronto para a luta (risos). Eu caí as seis horas, enquanto estava usando a frente com força, a temperatura diminuiu e perdi a frente”. Segundo Marc, a honda ainda está deficiente na saída de curva e a frente continua sendo o ponto fraco, apesar do novo chassis. Quando a temperatura cai, todos os pilotos de Honda começam da ter dificuldades em conduzir a moto.

Pol Espargaró impressionou com a KTM, terminando em sétimo, e melhorando seu tempo de ontem em sete décimos de segundo. Takaaki Nakagami foi o oitavo mais rápido na Honda LCR, enquanto Danilo Petrucci marcou o nono melhor tempo da Ducati. Petrucci fez uma simulação de corrida completa no último dia, fazendo 23 voltas, a maior parte em meados da 1’55s. Jack Miller completa o top dez.

Quatro Yamahas entre os seis primeiros; duas Hondas entre elas: Quatro Davis e dois Golias? Rossi foi cauteloso com relação aos resultados do último dia: “Foi apenas positivo. Maverick foi muito rápido em pista seca, assim como Morbidelli e Quartararo. Eu diria que neste sentido estamos bem colocados, mas no que diz respeito ao ritmo, ainda estamos em desvantagem. A Yamaha vem lutando com a velocidade máxima desde 2004, falando por mim, encontrei-me atrás da Ducati e posso atrapalhar o seu caminho. Em geral fizemos melhorias, mas temos que continuar progredindo”.

O tempos combinados após todos os três dias de teste: Alex Rins (3º), Aleix Espargaró (14º), Andrea Dovizioso (15º), Cal Crutchlow (17º), Johann Zarco (19º) e Karel Abraham (21º) não melhoraram o seu tempo a partir do domingo. O tempo de Viñales é pouco menos de dois décimos mais lento do que o tempo de Johann Zarco marcado aqui no teste de 2018.

Em suma, temos 15 pilotos no mesmo segundo. Que a Honda de Marc e Cal melhorou com relação à Ducati é fato. Pol está obtendo muitos benefícios da KTM. Aparentemente os problemas físicos de Marc e Lorenzo estão se resolvendo. FabioQ20 foi a grande revelação. Em Sepang não se falou muito sobre ele, mas lá fez uma excelente simulação. FabioQ20 poderá ser um Zarco no Catar? Dovi rodou quase um segundo mais lento que no teste de Losail do ano passado. Viñales e Rins estão fortes. Márquez, Rossi e Lorenzo estão à espreita…

O teste já terminou e os pilotos voltam para casa por uma semana, antes de retornar ao Catar para o começo da temporada 2019, que terá início em 8 de março, no Circuito Internacional de Losail.

Abaixo a tabela de tempos: