Valentino Rossi, Ser√° 2017 novamente o ano dele ?

Rossi chances 2017
Rossi chances 2017

Valentino Rossi, boas chances para 2017

A temporada mal come√ßou. ¬†Mas agora todos os jogadores principais do t√≠tulo (com algumas ¬†exce√ß√Ķes) ter assinado¬†seus contratos para o pr√≥ximo ano, parece que o momento certo para escrever um previs√£o para¬†2017. Em Maio de 2016.

No próximo ano, o equilíbrio do poder de MotoGP vai mudar mais dramaticamente do que foi desde a chegada de Marc Marquez há quatro anos. O que isto significa é que 2017 poderá ser a melhor chance de Valentino Rossi ao título desde 2010; embora, obviamente, eu não estou sugerindo que ele já está fora da caça do titulo de 2016.




O movimento de Jorge Lorenzo para a Ducati é o maior fator no cenário de 2017. a técnica de pilotagem de Lorenzo suave, neutra vai junto com a manipulação doce, neutro da M1 da Yamaha como peixe vai com batatas fritas (no Brasil arroz vai com feijão), por isso é um grande negócio que o atual campeão e líder do campeonato atual não irá montar a bicicleta que ele trouxe tanto sucesso.

Lorenzo certamente ir√° ganhar corridas com a Ducati, mas mesmo com seu ex-guru na Aprilia Gigi Dall’Igna e Casey Stoner ao seu lado, a Desmosedici vai fazer o que ele quer em algumas pistas, mas n√£o em outros. A V4 italiana √© hoje¬†uma m√°quina de velocidade em curva como jamais foi¬†– que ir√° atender Lorenzo – mas ainda √© um pouco err√°tica.

Testemunha Jerez, onde o ritmo de corrida do melhor piloto da Ducati foi de 0,99 segundos por volta mais lento do que o ritmo de vit√≥rias de Rossi.Assim Lorenzo provavelmente luta para reproduzir a consist√™ncia que tem sido um pilar vital para seus tr√™s t√≠tulos na “curvadora” M1

Maverick Vi√Īales herda vaga de Lorenzo na Yamaha amig√°vel-piloto e certamente ir√° vencer corridas na M1, que se comporta de forma semelhante √† Suzuki GSX-RR que ele monta agora. Mas em algumas pistas que ele n√£o ter√° a experi√™ncia da moto¬†para configurar o set-up √† en√©sima pot√™ncia, sem o qual ele n√£o vai ganhar.

Rossi chances 2017
Rossi chances 2017

Rossi, entretanto, entra em 2017 a bordo de um moto que ele conhece tão bem. Na próxima temporada serão os seus decimo segundo ano ano na M1, a moto que ele ajudou a se transformar em um vencedor de todos esses anos atrás.

Ele sabe tudo o que há para saber sobre a moto: como ele se comporta em cada pista, como ele se comporta no molhado e no seco, como ele se comporta no calor e do frio, que tipo de configuração que gosta para este tipo de canto e que tipo de configuração que prefere para esse tipo de curva.

A maioria dos homens que o cercam na garagem tem trabalhado com ele por uma década ou mais, de modo que eles sabem como tirar o melhor proveito dele e ele sabe como tirar o melhor proveito deles.

Ele ter√°¬†38 anos no pr√≥ximo ano, mas ele ainda √© toma¬†o elixir da juventude, como uma formula Peter Pan. Seu mec√Ęnico de longa data Alex Briggs (que est√° com VR desde Novembro de 1999) acredita que Rossi descobriu “a fonte da juventude competindo com¬†as crian√ßas em seu rancho.”

Rossi sabe que nunca fica mais fácil: a cada ano ele deve treinar mais para manter seu corpo disparando em todos os cilindros. Ele também contratou Luca Cadalora para ajudá-lo em alguns milésimos extras fora de cada volta e ele se divide com sua namorada de longa data para se concentrar inteiramente em uma coisa que ele quer mais do que qualquer outra coisa: um título mundial o decimo.

Se Lorenzo vai lutar para impedir Rossi de cumprir o seu sonho no próximo ano, será que ele poderá? Mas Marquez, é claro.

Valentino Rossi
Valentino Rossi

Por mais que a multid√£o de Mugello queria um Rossi vencedor¬†no domingo, eles foram muito entretido pela deslumbrante duelo Lorenzo e¬†Marquez para reclamar muito alto. Inevitavelmente, houve vaias e aplausos, mas qualquer um que n√£o estava impressionado com o ataque na √ļltima volta do Marquez n√£o tem um espirito das¬†corridas.

N√£o h√° d√ļvida de Marquez tem enormes montanhas de talento, f√ļria e rios de determina√ß√£o. O que ele precisa da Honda – o que certamente √© onde ele vai ficar em 2017 – √© uma moto¬†que lhe permitir√° fazer o que fez em 2014.

Ninguém, exceto Shuhei Nakamoto da HRC e seus engenheiros sabe o que está faltando. No ano passado, o motor não estava muito certo e este ano não é muito justo, mas isso não é toda a história.

Marquez perdeu a corrida de domingo nos metros finais, possivelmente porque levantou a roda da frente enquanto ele lutou na linha de chegada.

O controle anti-Wheelie do¬†software unificada deste ano √© a mais b√°sica e de todas as fun√ß√Ķes a menos desenvolvida, possivelmente porque ele n√£o √© considerado um problema de seguran√ßa como controle de tra√ß√£o, controle de pot√™ncia¬†e gest√£o de torque. HRC – a √ļnica f√°brica totalmente nova no¬†kit Magneti Marelli – est√° levando mais tempo do que os outros para conseguir boa performance no novo software.

lorenzo_marquez-linha

Então, talvez o controle anti-Wheelie interferiu muito Рo software analisa todos os fatores de função da máquina a cada milissegundo ou menos Рe exigiu muito de uma redução na entrega de torque, que fechou a entrega do acelerador uma fração, perdendo então Marquez velocidade vital.

Talvez um maior conjunto de asas poderia ter ajudado o anti-Wheelie antes da eletronica cortar, mas o downforce criado por asas aumenta o arrasto, de modo Marquez utilizado menores asas da Honda em Mugello para salvar velocidade m√°xima.

O motor de RCV da Honda é provavelmente o mais agressivo de todos eles e isso é uma coisa maravilhosa, pelo menos para nós, assistindo do lado de fora. Não há visto nenhum som melhor na MotoGP do que Marquez prendendo o acelerador saindo fora da curva.

Marquez é tão espetacular em curvas: ele nos diz que quando ele está totalmente sobre os freios em uma linha reta que ele gosta de travar o pneu traseiro para que ele não perca a frente! Essa é também uma coisa maravilhosa de se ver.

O que vai fazer a¬†Honda em 2017? No momento, √© a √ļnica f√°brica que n√£o executa uma configura√ß√£o de disparo bang (descompassado) (mais sobre o assunto em entenda motores MotoGP), que √© por isso que o RCV¬†tem que potencia final¬†arrepiante, enquanto todas as outras bicicletas s√£o melhores em¬†sa√≠das¬†de curvas.

Motores de explosão descompassada (Big-bang, Crossplane ou Superquadro) criam potência amigáveis e uma melhor tração, geralmente à custa de potência final. HRC odeia a cópia, mas se ele não ir com os outros e construir um RCV big-bang não será copiar ninguém, porque ela que começou o conceito big-bang ainda em 1992, com o NSR500 dois tempos, (mais sobre o problema da Honda nessa matéria)

Se HRC não domar seu motor para 2017, Rossi terá um enorme luta em suas mãos e eu vou perder a visão e o som de Marquez montada na besta.

Matéria de Mat Oxley sugerida por Lugon para ver a matéria original em Ingles entre em Motomatters texto em inglês