Viñales não está lá, apenas Rossi é ouvido.

Era uma vez Maverick Viñales , a estrela em ascensão da MotoGP pronta para quebrar a hegemonia de Marc Márquez . Uma assustadora pré-temporada em 2017, sempre na liderança e a primeira corrida da temporada como estrela absoluta. Então a crise repentina e a lenta descida ao abismo, com o espanhol reclamando da sua moto que ele diz que não é mais a mesma.

Hoje Maverick Vinales é um piloto deprimido com essa situação que tornou-se insuportável. A sua Yamaha , na verdade, parece não funcionar de forma alguma nas corridas, basta analisar o evento de ontem(20), a diferença para seu companheiro Valentino Rossi torna-se mesmo excessiva e embaraçosa.

A moto de Rossi funciona melhor

Nos últimos meses, o desenvolvimento desta moto foi muito discutido. Maverick Viñales tinha demonstrado estar muito entusiasmado com a M1 nas primeiras saídas oficiais ao contrário de Valentino Rossi , que sempre se queixou da Yamaha de 2017. Depois de um certo ponto em diante os problemas também ficaram expostos para o espanhol.

Após a corrida de ontem, Maverick Viñales admitiu que a moto de Valentino Rossi funcionou melhor. Uma afirmação estranha porque tecnicamente a “parede” no período do Jorge Lorenzo deveria, em teoria, desaparecer e ambos os pilotos deveriam estar trabalhando com os mesmos dados.

Conforme relatado pelo “Motorsport.com”, no entanto, outras declarações de Viñales fazem barulhos que evidenciam um certo tratamento diferente, dizendo: “Estamos trabalhando mal do lado do nossos boxes. Talvez seja eu que não consigo explicar bem, mas estou cansado de estar atrás. De qualquer forma, decidi ficar aqui para não reclamar. Talvez tenhamos que mudar a forma como trabalhamos, está claro que algo não está funcionando”.

Resumindo, Maverick Viñales não parece muito feliz com o seu segundo ano na Yamaha . Entretanto, a controvérsia está a multiplicar-se pela enorme diferença de performance entre os dois pilotos da equipe japonesa.